VITOR FÁBIO DIZ QUE NÃO PEDIU PARA SAIR DA EDUCAÇÃO

Ao voltar à lide legislativa, o vereador Vitor Fábio agradeceu o apoio da comunidade durante sua estada no comando da Secretaria da Educação

Professor Vitor Fábio e equipe da Educação

Ao retornar ao mandado na Câmara Municipal de Canavieiras, o vereador Vitor Fábio usou o grande expediente na sessão desta terça-feira (5) para explicar que não pediu exoneração do cargo de Secretário Municipal da Educação. Em seu discurso, o professor Vitor Fábio assegurou que apenas o prefeito poderá revelar o que o levou a assinar o ato de sua exoneração.

A explicação em plenário, segundo o vereador Professor Vitor Fábio, foi uma satisfação que ele prestou à sociedade, pelo peso das interrogações que pairavam sobre sua cabeça a respeito da sua saída do cargo. Fazendo uma comparação ao meme das redes sociais – a música caneta azul –, ele disse não ter mais a caneta azul da educação, pois foi alvejado no campo dos sonhos que estavam sendo concretizados, embora voltou a se erguer no cargo de vereador outorgado pelo povo.

Usando sempre a palavra sonho, o professor Vitor Fábio agradeceu aos seus colaboradores, que juntos conseguiram concretizar todas as ações que foram planejadas durante os cerca de oito meses em que esteve à frente do cargo. “Liderei uma equipe muito determinada e que nunca mediu esforços para levar às salas de aula todos os projetos formulados”, disse o vereador.

Além de agradecer a todos pela gratidão que tiveram para com ele e os projetos de melhoria dos métodos e conteúdos da educação canavieirense, o professor Vitor Fábio frisou que não pode ficar apegado ao passado e desejou sucesso aos que agora comandam a educação. “É hora de pregarmos a união de todos segmentos que compõem a educação, pois são pessoas de gabarito e compromissadas com a causa”, ressaltou.

O vereador Vitor Fábio pregou o apoio e fortalecimento da entidade sindical e dos conselhos da educação, responsáveis pela elaboração de propostas e fiscalização das ações realizadas. “Minha saída não me deixou abalado, pois o sonho que sonhamos juntos continua. Podem deter uma, duas ou três rosas, mas nunca conseguirão deter a primavera”, concluiu o vereador.

Author Description

Walmir Rosário

No comments yet.

Join the Conversation