VEREADORES QUEREM CONHECER FORMAÇÃO DE PREÇOS

Vereador Vitor Fábio quer ouvir comerciantes

O presidente da Comissão de Cidadania da Câmara Municipal de Canavieiras, vereador Vitor Fábio Torres Homem, expediu ofício aos comerciantes de Canavieiras para participarem de reunião na próxima sexta-feira (22), às 8h30min, na sede do Legislativo. Na pauta da reunião, a discussão sobre os preços dos produtos que estão sendo ofertados nos estabelecimentos comerciais.

O convite aos comerciantes e à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Canavieiras foi aprovado por unanimidade e tem a finalidade de esclarecer – além da formação de preços – o atendimento aos clientes de acordo com as normas de segurança estabelecidas pelo Ministério da Saúde. A preocupação é que os clientes encontrem condições de higienização em conformidade com o recomendado para combater a pandemia do Coronavírus.

Os vereadores têm recebido diversas denúncias de constantes altas nos preços dos produtos praticados pelos supermercados e comércios congêneres, bem como no preço dos combustíveis vendidos em Canavieiras. Em relação aos preços de combustíveis, não foram verificadas as naturais reduções no preço dos produtos, apesar das refinarias promoverem diminuição nos preços praticados nas refinarias.

Para o vereador Vitor Fábio, não há nenhum fator econômico que justifique a alta dos preços, pois a demanda não está aquecida e as indústrias estão trabalhando e os estoques são crescentes e se avolumam nos pátios das empresas. Recentemente, os representantes das indústrias participaram de uma reunião – junto com o presidente Bolsonaro – no Supremo Tribunal Federal (STF), em que solicitaram a abertura do comércio ao presidente Dias Toffoli.

Desde que a pandemia do Coronavírus foi instalada, o comércio de Canavieiras sofreu pouquíssimas restrições de funcionamento. Inicialmente todo ele funcionou das 8 às 14 horas, voltando ao horário normal os supermercados, farmácias e as consideradas atividades essenciais. Apesar da normalidade, os clientes passaram a reclamar do reajuste nos preços dos supermercados e na manutenção do preço dos combustíveis, apesar das reduções nas refinarias.

Author Description

Walmir Rosário

There are 1 comments. Add yours

  1. 20th maio 2020 | Valmique Batista Neves says: Responder
    Acho difícil alguém da área de combustíveis ir à câmara por convite, uma vez que não são obrigados a dar satisfação a não ser ao ministério público por intimação. Os preços dos combustíveis "são de livre concorrência" prática esta, exatamente para manter os preços competitivos desde que não aja acordos entre os comerciantes do setor. Daí, a promotoria pedir as notas fiscais de compras e comprovação de despesas para avaliar se os lucros estão dentro dos padrões. Geralmente estão, principalmente pelas exigências pesadas das normas de segurança da anp e, corpo de bombeiros, além dos salários dos funcionários serem acrescidos de percentual de periculosidade e insalubridade. Aí, vem a questão: "mas tem posto em Itabuna vendendo a x" . Acontece, que em Itabuna ou na BR101, a galonagem de um posto, ou seja, a vendagem diária de um posto de gasolina, chega a ser maior que a vendagem semanal de um posto em Canavieiras e, as despesas são idênticas. Eis aí o X da questão.

Join the Conversation