TURISTAS SUPERLOTAM CANAVIEIRAS NA VIRADA DO ANO

Movimento intenso na avenida Rio Branco

A bucólica Canavieiras se transforma durante o verão, principalmente na virada do ano, com a realização do Réveillon na Praia da Costa, Ilha da Atalaia, numa cidade bem movimentada. O “burburinho” tem início na semana de Natal, quando começaram a chegar os canavieirenses que residem em outras cidades e vêm visitar os familiares e os turistas em férias.

E as visitas não param mais, superlotando a cidade para a festa do Ano Novo. Este ano, desde a quinta-feira (27), que as ruas estão superlotadas de carros com placas de outras cidades. Na avenida Beira-mar, na Praia da Costa está difícil de circular com veículos e os motoristas são obrigados a procurar as ruas paralelas e transversais, sem calçamento, para trafegar ou estacionar os carros.

Na tarde de domingo (30), a avenida Beira-mar foi interditada para a implantação do palco da festa, que sediarão os shows das noites de domingo e segunda-feira, com as bandas contratadas pela prefeitura. As pousadas e as cabanas de praias estão cheias de turistas, que não param de chegar, tando das cidades circunvizinhas como de Itabuna, Vitória da Conquista, além de cidades de Goiás e Minas Gerais.

No centro da cidade, principalmente nas avenidas Rio Branco e Octávio Mangabeira (rua 13), o fluxo do tráfego foi multiplicado por cerca de 10 vezes, provocando engarrafamentos, principalmente pela falta de ordenamento do trânsito, faltando, inclusive, onde estacionar com facilidade. E a quantidade de pessoas nos supermercados, bares, restaurantes, padarias e outros estabelecimentos é muito grande, com filas para as compras e pagamentos.

Os visitantes, além das compra de alimentação, bebidas e vestuários para a praia, também buscam produtos para casa, a exemplo de ventiladores, colchões, camas, dentre outros tipos de móveis. De acordo com Marcelo, gerente da Bike Shopp Móveis, o final de ano é bem representativo para a economia de Canavieiras, aquecendo todos os ramos do comércio. “Como muita gente tem casa na cidade, ou aluga casa para temporada, e não tem como trazer todos esses equipamentos, fazem suas compras aqui, o que é muito bom para nossa economia”, ressalta Marcelo.

Apesar de todas essas dificuldades, os turistas não têm reclamado muito, pois, em maioria, tem origem nas cidades grandes, onde toda essa movimentação de veículos e pessoas é considerada normal. Já os moradores da cidade são os que mais se queixam, por não estarem acostumados a esse ritmo de vida acelerado, próprio dos grandes centros urbanos.

Se por um lado é ruim, com a quebra da tranquilidade, por outra a superlotação da cidade é considerada boa para a economia local, mesmo que sazonal, gerando emprego e renda para a população. Já para os turistas, o que importa, mesmo, é sol de rachar, convidativo para os banhos de mar e a sombra amena das cabanas de praia, restaurantes e os bares espalhados por toda a Canavieiras.

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation