SIMBOLOS

BRASÃO DE ARMAS

BRASÃO DE ARMAS E BANDEIRA DE CANAVIEIRAS

A bandeira de Canavieiras foi escolhida num concurso promovido pelo Lions Clube local, em 1967, na administração municipal de João Perelo de Matos. A bandeira, o brasão de armas, o estandarte e os selos do município, símbolos representativos da comunidade canavieirense, foram oficializados pela Lei nº 69/1972, nos seguintes termos:

Art. 1º – Fica criado o Brasão de Armas do município de Canavieiras, complementado pela Bandeira, pelo Estandarte e pelos selos, que constituirão os seus símbolos oficiais, obedecidos os modelos compostos de conformidade com as especificações contidas na presente lei.

Art. 2° – O Brasão tem a seguinte composição:

Escudo de prata, cinco palas de verde, banda de vermelho carregada de três vieiras de prata.

Insígnias – Coroa mural de quatro torres, de prata, que é de cidade municipal.

Lema – Villa Imperialis, letras de prata sob listel vermelho.

Art. 3º – A Bandeira e o Estandarte deverão ser confeccionados em tecido filele e têm ambos a dimensão de 150 cm de lado. Contêm os mesmos atributos heráldicos constantes do Brasão, guardando as seguintes proporções: as tiras verticais terão cada uma 136 mm de largura; a banda (diagonal vermelha) terá 50 cm de largura e as

BANDEIRA

vieiras brancas (conchas) medirão 44 cm de altura e 44 cm de largura extrema.

Na bandeira de Canavieiras, as cinco palas de verde simbolizam que o nome originou-se dos canaviais outrora pertencentes a uma família Vieira, importante nos primórdios da povoação ou simplesmente em decorrência da cultura canavieira.

A banda vermelha, carregada com as três vieiras (conchas) de prata, simboliza os Vieira, o escudo de suas armas familiares e ainda lembra o padroeiro da cidade, São Boaventura, no campo vermelho da banda.

As seis palas brancas (cor prata) representam nossas praias de areias brancas e prateadas nas noites de luar.

(fonte: Canavieiras Terra Mater do Cacau, Aurélio Schommer e Prof. Durval P. França Filho)