RESTAURANTE DO POVO FECHADO – MAIS UMA MARCA DO DESGOVERNO

Briga pelo poder na Prefeitura fecha as portas do Restaurante do Povo

O conhecido Restaurante Popular, programa do Governo Federal gerenciado pelas prefeituras, sofre o segundo revés em Itabuna: O primeiro foi ter o seu nome alterado pelo prefeito Capitão Azevedo para Restaurante do Povo; o segundo foi a falta de pagamento aos fornecedores, que culminou no seu fechamento.

O Restaurante do Povo servia cerca de 500 refeições diárias ao preço subsidiado de R$ 2,00. Entretanto, desde sua reabertura, as compras não vinham sendo pagas nas datas do vencimento. Esse descompasso no pagamento gerou diversos atritos entre o secretário da Ação Social, Formigli Rebouças, e o secretário da Fazenda, Carlos Burgos.

Apesar de ser informado constantemente sobre a precariedade do Restaurante do Povo, Capitão Azevedo prometia que iria mandar pagar as contas, porém não era obedecido pelo seu secretário da Fazenda, Carlos Burgos, que não acata as determinações do prefeito.

Com isso, os fornecedores deixaram de fornecer novas mercadorias, comprometendo o abastecimento e, por conseguinte, o fornecimento da alimentação. Segundo comentários de funcionários do município ligado à área, o pessoal do restaurante relutava em fechar as portas e até teriam comprado mercadorias em pequena escala nos sacolões e outros estabelecimentos. Mesmo assim, o Restaurante do Povo não resistiu à crise interna de poder na Prefeitura e fechou as portas.

Lastimável.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation