Prefeitura Móvel começa no Lomanto

Após a nomeação de Geraldo Pedrassoli para a Secretaria da Fazenda, os recursos municipais são “otimizados” e estão chegando ao destino, beneficiando diretamente à população

Serviços de cidadania foram prestados aos moradores

O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, iniciou neste domingo (27) o programa Prefeitura Móvel. O bairro escolhido foi o Lomanto Júnior, que embora não seja um dos mais carentes da cidade, sirva de modelo para a ampliação do programa em outras localidade.

O objetivo do Prefeitura Móvel, uma das promessas de campanha do prefeito Azevedo, foi efetivada após mais de dois anos de administração, é levar às comunidades serviços que até agora não foram possíveis de serem ofertados no dia a dia.

No Lomanto Júnior, as diversas secretarias municipais foram “a campo” prestando serviços à população. Entre os benefícios oferecidos no bairro a pavimentação asfáltica, limpeza de bueiros, condutores de águas pluviais, esgotamento sanitário, limpeza pública, dentre outros serviços essenciais.

Além disso, as secretaria de Assistência Social, Administração, Defensoria Pública, Procon e Educação prestaram atendimento aos moradores, na área de cidadania. Já a Secretaria da Saúde fez o atendimeto médico, diagnosticando, medicando e encaminhando os pacientes que necesssitavam de atendimento especializado para outros centros.

RECURSOS DE SOBRA

Atualmente os recursos "sobram" para realizar as obras

Este ano, após as mudanças realizadas no governo, principalmente na Secretaria da Fazenda, os recursos municipais, finalmente, conseguem chegar à população na forma de serviços. Antes, nem mesmo o pagamento da folha dos servidores era honrado dentro do prazo estipulado pela legislação – primeiros cinco dias úteis do mês subsequente -, o que causava um grande desgaste ao prefeito.

Segundo informações de fontes do Centro Administrativo Firmino Alves, a folha do mês de fevereiro já foi fechada e será encaminhada ao banco nesta segunda-feira (28), para a liberação do pagamento. Também os fornecedores começaram a receber em dia e hoje já admitem vender para o Município, a preços baixos. O motivo é não terem mais “motivos” (com toda a redundância, para aplicar grandes índices de sobrepreços.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation