Prefeitos voltam a Brasília

Depois do recorde de público na XIV Marcha de Prefeitos em Brasília, com a participação de 220 prefeitos baianos, a União dos Municípios da Bahia (UPB) convida os gestores públicos para mais uma árdua e importante missão em prol do desenvolvimento municipalista. Nos dias 12 e 13 de julho prefeitos de todo o país tomarão o Congresso Nacional para pressionar deputados e senadores pela votação da distribuição dos royalties do pré-sal.

Aceita por todos os presidentes das associações municipalistas do país, a proposta dos prefeitos voltarem à Brasília, 90 dias depois da Marcha, foi feita pelo presidente da UPB e prefeito de Camaçari, Luiz Caetano, durante encontro na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), no dia 28 de julho.

“Durante a Marcha eu falei que, se em 90 dias eles não votassem o projeto, nós voltaríamos e acamparíamos no Congresso Nacional até que a distribuição dos royalties seja votada. Não podemos deixar que aconteça o recesso parlamentar e este projeto tão importante fique trancado na pauta”, afirma Luiz Caetano.

Convencido que este é o momento oportuno para conseguir a aprovação da distribuição com base no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios, Luiz Caetano conclama os prefeitos baianos. “Todos devemos fazer este esforço, pois com a aprovação do projeto quem ganhará será o povo de novos municípios. Agora é a hora dos prefeitos pressionarem os deputados e senadores que apoiaram nas eleições. Esta é a nossa hora”.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation