PREFEITO “ENROLA” AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E ENDEMIAS

O prefeito Dr. Almeida vem “cozinhando em banho-maria” os agentes, marcando e desmarcando os prazos dados para colocar o plano em vigor; nesta terça-feira (12) os agentes prometem ir protestar e denunciar o prefeito no plenário da Câmara de Vereadores

Após muitas promessas de assinar o Plano de Cargos e Salários do Agentes de Saúde e de Endemias, o prefeito de Canavieiras, Dr. Almeida, nega a elaboração do benefício e ainda deixa de repassar os recursos para a associação, descontados na folha de pagamento. Vários encontros foram realizados entre o executivo e a Associação dos Agentes de Saúde e Endemias, o que é considerado crime de apropriação indébita.

Outra promessa agora também negada pelo prefeito Almeida foi o pagamento do adicional de insalubridade dos agentes, também negado posteriormente, embora o prefeito autorize pagamento igual aos cargos de confiança. Segundo a presidente da Associação dos Agentes de Saúde e Endemias, Ana Maria da Silva, a desculpa do prefeito foi que, com o plano, o pagamento dos salários extrapolaria o índice de 54% de pessoal.

Conta a presidente Ana Maria, que no dia 15 de outubro esteve com o prefeito em seu gabinete, quando ele garantiu que assinaria o Plano de Cargos e Salários no dia 3 de novembro, conforme anunciou numa live gravada na quadra do colégio Noécia Cavalcante. Não assinou e prometeu que faria numa nova data, desta vez diferente do que tinha prometido para o encontro dos motociclistas.

Mais uma vez o prefeito Almeida não cumpre a promessa feita e, após a presidente Ana Maria ir à prefeitura para protocolar a cobrança pela assinatura do plano na Procuradoria Jurídica, marca uma nova data. Neste dia ele estava dando expediente na prefeitura uniformizado de motociclista, quando anunciou que a nova data da assinatura seria durante o Festival do Caranguejo.

Prevendo um novo adiamento, a presidente Ana Maria solicita uma audiência para o dia 4 de novembro. Desta vez, de forma dissimulada, o prefeito Almeida disse que não teria assinado por desconhecer o plano. Ana Maria retrucou o prefeito dizendo que o plano foi elaborado nos termos de uma portaria assinada por ele, embora tenha revogado diversas vezes, de forma atabalhoada, e que na última vez em que assinou estavam presentes os secretários da Administração, Finanças, Saúde, Tesoureiro, Procurador Jurídico e os agentes de saúde, todos componentes da comissão e que assinaram a ata afirmando a viabilidade do plano.

Não tendo outra desculpa a dar, o prefeito Almeida prometeu, mais uma vez, assinar o plano no dia seguinte (5) e ainda pediu para que os representantes da associação comparecessem para fazer a live do Facebook no dia 6, e que trouxessem uma girândola pois não aceitava fogos simples para uma ocasião tão importante. Desta vez os agentes acreditaram: ledo engano.

Presentes no dia aprazado para a assinatura (5), os 117 agentes comunitários apenas ouviram o prefeito Almeida pedir ao secretário da Administração para explicar o motivo dele não assinar, jogando uma pá de cal no direito dos agentes. Segundo o secretário, como o Governo Federal só repassa R$ 30 mil para o pagamento dos salários, o restante é pago pela prefeitura e o impacto no caixa seria muito grande.

A presidente Ana Maria ressalta que em Canavieiras cada um dos 117 agentes recebe um repasse de R$ 1.200,00 de piso, totalizando R$ 140.400,00, pagos com base em parecer positivo da Secretaria das Finanças. “Não aceitamos esse argumento do aumento do índice, pois desde o ano passado os repasses do Governo Federal não entram no índice de pessoal”, denuncia a presidente Ana Maria.

Author Description

Walmir Rosário

No comments yet.

Join the Conversation