POSSE DE PLÍNIO ADRY PODE SER UM “RITO DE PASSAGEM”

Vane e Adry: abraço de tamanduá no novo secretário?

DO BLOG DO GUSMÃO

Em Itabuna, a exoneração do ex-secretário de saúde, Renan Araújo, não ficou bem explicada e continua gerando versões. A primeira diz respeito à cobiça do PRB em relação aos recursos da gestão plena. Na segunda, o ex-secretário se recusou a pagar uma dívida com a Santa Casa de Misericórdia.

Na terceira, até agora não divulgada, Vane teria perguntado ao secretário estadual de saúde, Jorge Solla, se o processo de retorno da gestão plena seria travado caso ele exonerasse Renan Araújo. A indagação teria acontecido na frente do vice-governador Otto Alencar. Solla teria desaconselhado a hipótese. Ao ficar sabendo da pergunta e já ter consciência do processo de fritura (desencadeado principalmente na controladoria geral do município), Renan pediu o boné à direção do PC do B.

Uma suposta campanha difamatória do apresentador Tom Ribeiro (Tv Cabrália) deu o empurrão necessário. Fontes do governo asseguram que a esposa de Tom é secretária do controlador geral, Oton Matos (homem de confiança do prefeito e antes da exoneração adversário interno de Renan). Esse vínculo teria contribuído para a “missa encomendada”.

Na tarde de ontem, o prefeito de Itabuna empossou o novo secretário de saúde, o médico Plínio Adry. A indicação foi do Presidente da BahiaGás, Davidson Magalhães.

A posse do novo secretário pode ser um rito de passagem para que o PRB do Bispo Marinho (e de Vane) assuma definitivamente os cobiçados recursos da gestão plena. Essa orquestração ficará caracterizada caso os processos licitatórios continuem parados na secretaria de administração e na controladoria, e se, a assessoria de comunicação (tido como braço midiático de Oton Matos) continuar com má vontade em relação à secretaria de saúde (a exemplo da queda dos índices de infestação do mosquito da dengue, cujo feito passou despercebido na propaganda oficial).

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation