PARLAMENTO SUBMISSO AO GOVERNADOR

Deputado estadual Alan Sanches (DEM)

O deputado estadual Alan Sanches (DEM), disse nunca imaginar ter que admitir sentir “vergonha” de integrar um parlamento tão submisso a um governador, referindo-se ao que classificou como manobra por parte da base governista na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para conseguir aprovar, mesmo em meio a protestos da oposição e do funcionalismo público, reforma administrativa enviada pelo governador Rui Costa (PT).

“Gestor este, que cometeu estelionato eleitoral e agora empurrou goela abaixo no bolso dos servidores, que farão quatro anos sem receber um centavo sequer de aumento de salário, a conta pela sua má gestão. O projeto que eleva a alíquota previdenciária de 12% para 14% é apenas uma das provas desse pacote de maldades”, disparou o deputado.

“Porém o que me surpreendeu foi comprovar a vontade tão grande dos colegas de servir a esse governador farsante, e que em menos de 24 horas conseguiram, de forma nunca vista na Casa, transferir o local de votação e isso, sem dúvida, me envergonha. Integrar esse quadro me envergonha”, lamentou.

A oposição que possui apenas 21 parlamentares contra 42 da base do governo e não possuía força para barrar a votação, optou por se retirar do Auditório Jorge Calmon, local onde as matérias foram apreciadas e aprovadas.

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation