MORRE DANIELZÃO – FUTEBOL DE ITABUNA ESTÁ ENLUTADO

Daniel Souza Neto (Danielzão), 83 anos, morreu na madrugada desta terça-feira (12), no Hospital de Base, em Itabuna. O corpo de Danielzão será velado no SAF e o sepultamento está previsto para as 16 horas, no cemitério do Campo Santo.

Há algum tempo Danielzão vinha sofrendo alguns problemas de saúde, mas não se abatia e era presença garantida na praça da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no bairro do mesmo nome, para conversar e jogar dominó com os amigos.

Danielzão sofria de Mal de Parkinson e recentemente sofreu um acidente vascular cerebral (AVC), o que o obrigou a ficar recluso em casa. Na segunda-feira (11) sofreu novo AVC, vindo a falecer.

Nascido na fazenda São José, em Ilhéus, veio morar em Itabuna em 1950 para jogar no Botafogo (vermelho e branco) de Maninho, no bairro da Conceição. Em seguida, se transferiu para o Botafogo preto e branco da estrela solitária.

Inicialmente goleiro, mudou radicalmente sua atuação em campo e passou a ser centroavante. Também jogou pelas equipes amadoras do Grêmio, Bahia, Flamengo Janízaros. Como profissional atuou no Itabuna e no Leônico, de Salvador.

Pessoa de muitos amigos, Danielzão se relacionava não só com grupos ligados ao futebol e era admirado por todos, principalmente pelos mais jovens. Na praça da Igreja de N. S. da Conceição era visto comumente cercado pela garotada a quem dava conselhos e mostrava os caminhos da vida.

Viúvo, deixa três filhos Daniel (Danielzinho), Roberto (Beto) e Guiovaldo (Gui), considerado por ele como a segunda geração do futebol, três filhas e netos.

LEIA AQUI MATÉRIA SOBRE O FUTEBOL DE DANIELZÃO

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation