Moção de repúdio à Bolívia provoca polêmica

Divergência entre deputados prejudica o Brasil

Preocupados com a possível legalização de carros brasileiros roubados e receptados na Bolívia, parlamentares da oposição pressionam o governo contra a decisão do presidente boliviano, Evo Morales, de regularizar a situação dos carros que circulam sem documentos no País.

O tema deve ser discutido na próxima semana, quando está prevista a votação de uma moção de repúdio ao governo da Bolívia por conta da iniciativa de Morales. Na terça-feira (21), o presidente da Câmara, deputado Marco Maia, disse que colocaria a moção de repúdio em pauta e avaliou que se trata de um texto “meritório”.

Autor da moção, o deputado Mendonça Filho (DEM-PE) critica a omissão do Itamaraty sobre a medida tomada por Morales e defende que o Congresso marque posição contra a legalização de carros de brasileiros roubados. Ele acredita que o texto deve ser votado na próxima quarta-feira (29).

“Não se trata de retaliação, mas é uma questão de afirmação do Parlamento contra uma iniciativa que encarece o seguro e gera insegurança aos cidadãos que compram carro com sacrifício e sabem que ele pode ser levado sem risco de devolução. É uma afronta ao Brasil”, criticou Mendonça Filho. Segundo ele, apesar de polêmica, a moção de repúdio tem apoio de líderes da base governista.

AGÊNCIA CÂMARA

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation