Missão da Costa do Cacau visita o Caribe

Ronaldo Santana, vice-presidente da Câmara de Turismo, pretende criar incentivos

Uma viagem com roteiro e objetivo definidos: visitar a Costa Rica, na América Central, para garimpar informações e casos de sucesso que sirvam de inspiração para o desenvolvimento turístico da Costa do Cacau, no sul da Bahia, região de Mata Atlântica que contém uma das maiores biodiversidades (hot spots) de fauna e flora no planeta. Por conta desta vocação sulbaiana para o ecoturismo, empresários e técnicos do setor visitaram o destino da costa caribenha onde a ecologia e cultura locais já foram formatadas com sucesso, em bases sustentáveis, para o crescimento da economia.

A missão turística é uma ação do Programa Progredir, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), que tem a parceria do Sebrae para a criação do Arranjo Produtivo Local (APL), ou seja, o fortalecimento das atividades empresariais que representam a vocação das regiões beneficiadas. Na Costa do Cacau – formada pelos municípios de Ilhéus, Itabuna, Uruçuca, Itacaré, Canavieiras, Una e Santa Luzia – foram criadas sete redes empresariais (clusters) que contemplam áreas como gastronomia, praia e ecoturismo. Segundo o coordenador da APL de turismo da região cacaueira, Jorge Cunha, serão investidos R$ 2,7 milhões até o final do próximo ano.

A efetivação das redes foi realizada através de consultorias do Sebrae e a atual fase do projeto é a execução do Plano de Negócios com ações como participação em feiras, congressos, viagens de intercâmbio e consultorias em tecnologia da informação e outras demandas apresentadas pelo empresariado. A próxima etapa é o Projeto Estruturante que inclui a elaboração de um Plano de Marketing, a consultoria especializada do Observatório de Inovação e Mercado, uma Agência de Desenvolvimento do Turismo, portais físicos e roteiros turísticos integrados. “Nosso papel é articular e mobilizar os atores locais para o planejamento e execução de ações”, explica a gestora do Sebrae para o programa de turismo e cultura, Claudiana Figueiredo.

GOVERNANÇA

Seguindo o exemplo da Costa Rica, os empresários da região sul da Bahia estão se organizando para colocar em prática um modelo de gestão empresarial ou Governança, que possa andar com as próprias pernas, independente do poder público. Uma Câmara de Turismo, já criada com 26 membros entre diretoria e conselheiros, permitirá que as ações tenham continuidade, depois do Programa Progredir, segundo as prioridades e disponibilidade de recursos dos empresários do setor. Formalizada com CNPJ, a câmara é reconhecida como entidade pública estadual e federal e pode concentrar esforços para captar recursos através de financiamentos nacionais e internacionais. “A partir da criação de um fundo de turismo nos tornaremos auto-sustentáveis”, explica o vice-presidente da Câmara de Turismo, Ronaldo Santana.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation