LINGUIÇA À CONFRARIA DO ALTO BECO DO FUXICO

Esse é um prato que tenho muito prazer em elaborar, pois tem sabores e texturas bem combinados tendo em vista os seus variados ingredientes, que equilibram os sabores picante, ácido, salgado e doce caramelizado. E não é preciso muita ciência para fazer essa mistura ficar bem gostosa, principalmente quando esse prato é servido no meio de uma boa farra.

Não precisa nem mesmo um pit spot para saborear e abastecer o estômago e continuar na farra, agora mais preparado, bem reabastecido, embora existam pessoas que não consigam continuar bebendo após uma refeição. Sim, isso mesmo, a não ser que seja servido apenas como tira-gosto, o que muito duvido uma pessoa se contente com um simples pratinho e não parta para o repeteco.

Na primeira vez que preparei a Linguiça à Confraria do Alto Beco do Fuxico foi num sábado, com a finalidade de levá-lo à apreciação dos confrades na Confraria do Alto Beco do Fuxico, em Itabuna, daí o nome em homenagem. Seria desnecessário dizer que foi um sucesso, mas faço questão, haja vista obedecer ao princípio do marketing popular, que nos ensina: “Que gaba o toco é a coruja”, ensinamento basilar da propaganda.

Assim que me mudei para Canavieiras já elaborei essa delícia num encontro semanal às sextas-feiras no passeio da casa de Demostinho Chachá, na rua 13, com diversos convidados habituês. Já reaberto, também levei esse prato para um local onde se encaixava bem: a Confraria d’O Berimbau, numa das reuniões de sábado. Em ambos os ambientes foi aprovado com distinção e louvor.

Mas o que esse prato tem de especial? Muita coisa, apesar da simplicidade, e, como disse acima, o perfeito equilíbrio de sabores marcantes, com as duas linguiças (calabresa e de pernil, esta picante de preferência). Associado às linguiças, o repolho, os temperos e ervas, que incluem a pimenta-de-cheiro, o molho shoyu ou inglês, e um energético à base de guaraná, açúcar mascavo ou demerara, dentre outros.

Por aí já dá uma base do prato, que deixa a gente com o paladar aguçado (deve ser fome, mesmo) só de ouvir, imagine se deparar com uma delícia dessa na mesa à qual estamos sentados? Disse e confirmo: Dá sustança, enche a barriga e deixa um sabor de quero mais até para sempre. Mas vamos conhecer como é preparado, como todos os pratos daqui, com bastante simplicidade.

INGREDIENTES

½ quilo de linguiça calabresa

½ quilo de linguiça de pernil suíno

1 colher (sopa) de azeite

2 cebolas picadas

3 dentes grandes de alho amassados

1 xícara (chá) de molho de tomate

1 repolho pequeno fatiado em tirinhas

2 copos de água

1 xícara de cafezinho de molho shoyu

1 colher (chá) rasa de sal

1 colher (sopa) de cebolinha picadinha

2 colheres (sopa) de salsinha picadinha

5 pimentas-de-cheiro

1 copo de guaraná energético

uma pitada de tomilho

uma pitada de alecrim

uma colher de sopa de açúcar (mascavo ou demerara)

Modo de preparo

Aqueça o azeite frite a linguiça cortada em tiras

Em seguida adicione a cebola e o alho

Deixe dourar levemente

Acrescente o molho de tomate

Em outra panela coloque o repolho fatiado bem fino com a água

Coloque o sal, a pimenta-de-cheiro, o alecrim e o tomilho

Deixe refogar em fogo brando com a panela tampada até que o repolho murche

Em outro recipiente, coloque o guaraná energético, o shoyu e o açúcar até reduzir e deixe reduzir cerca de 40%

Após a linguiça frita, o repolho cozido e a redução do molho, misture metade do molho em cada panela, e deixe no fogo por mais 3 a 4 minutos com as panelas tampadas e sirva quente.

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation