Ilhéus pode ter mutirão para combater a dengue

Jorge Arouca usará todas as ferramentas disponíveis

Ao considerar que o momento é crítico, o secretário da Saúde de Ilhéus, Jorge Arouca, não descartou a realização de mutirões com a participação de toda a sociedade organizada de Ilhéus para reduzir os níveis de infestação da dengue no município. Ainda durante a entrevista coletiva concedida à imprensa regional, nesta terça-feira (30), no auditório da Justiça Federal, o secretário ressaltou que em Ilhéus, as condições climáticas e geográficas são totalmente favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Diante desse risco de uma epidemia, o prefeito de Ilhéus, Newton Lima, vem articulando com a secretaria da Saúde do Estado a realização de ações de combate à dengue, que vão desde o trabalho de conscientização da população, até a prospecção dos focos em toda a cidade. “O secretário Jorge Solla se surpreendeu com os índices alarmantes e está envidando esforços no sentido de eliminar a maioria dos criadouros e tranquilizar a população. Além disso, também nos garantiu que até o dia 10 de dezembro teremos nossa equipe de agentes de endemias reforçada em mais 50 pessoas”, informou.

Segundo a coordenadora do Grupo de Trabalho Ampliado da Dengue da Fundação Luis Eduardo Magalhães (Flem), Elisabete França, este ano, a Bahia registrou 53 mil casos de dengue, com 34 óbitos, sendo um deles em Ilhéus (bairro do Malhado). De acordo com a coordenadora, esses índices fizeram com que 45 municípios baianos fossem tratados como prioridades pelo Governo do Estado para a realização de uma nova metodologia, dentre eles Ilhéus. “Estamos em estado de alerta, mas com a colaboração da sociedade vamos diminuir esses índices para níveis aceitáveis”, finalizou.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation