GOVERNO PRETENDE ESTIMULAR PRODUÇÃO DE CARRO ELÉTRICO

O carro elétrico pode pagar alíquota menor de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) equivalente à cobrada dos carros populares flex, de 7%, de acordo com uma nova proposta para estimular esse tipo de veículo.

Essa nova proposta, preparada por um grupo interministerial coordenado pelo Ministério da Fazenda, prevê a redução da alíquota do IPI do carro elétrico, fixada atualmente em 25%, a mesma que incide sobre motores a gasolina e com maior potência.

A nova proposta descarta a redução imediata de impostos para o carro flex, reivindicada por montadoras, contra um suposto desestímulo aos veículos movidos a etanol. A alíquota paga hoje pelos flex, entre 7% e 18% de IPI, poderá cair no futuro. Mas a queda estará vinculada a um selo de maior eficiência dos motores.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation