CONFRARIA DO ALTO BECO DO FUXICO ALTERA ESTATUTO PARA ELEGER NOVO ARQUIDUQUE

As obras para adequar o Alto Beco para o Conclave e a escolha do Arquiduque estão de vento em popa

Do Blog Confraria do Alto Beco do Fuxico – O corpo de juristas formado por membros da Confraria do Alto Beco do Fuxico (Itabuna) receberam a incumbência de promover alterações no Estatuto da instituição etílico-social-mundana e gastronômica, adequando-a os novos tempos. Uma das necessidades mais prementes é o ajustamento a um dos cargos mais importantes da entidade, que se encontra em estado de (quase) vacância: o de Arquiduque do Alto Beco do Fuxico.

Atualmente, o titular do cargo, Antônio Raimundo Del’Rey Eça, não reside mais em Itabuna e está impossibilitado de participar das reuniões e demais eventos e promoções realizados pela Confraria. Nesse caso, os confrades resolveram modernizar a Constituição da Entidade, no sentido de restabelecer a integralidade de sua direção, haja vista que não existe o cargo de adjunto, que poderia substituir o titular nos impedimentos.

O Arquiduque Del’Rey (camisa azul listrada) numa das confraternizações da Confraria do Alto Beco do Fuxico

De acordo com o estabelecido no Estatuto atual, os cargos de direção e assessoramento da Confraria do Alto Beco do Fuxico são vitalícios, equiparando-os aos imortais das academias de letras e congêneres. Como grande parte dos confrades também são membros da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopia e Etc. (Alambique), uma das soluções propostas é a adequação de sua Carta Maior.

A Comissão de Notáveis – juristas-membros – tem o prazo de 30 dias para apresentar as modificações, que serão examinadas em reunião plenária fechada com a presença dos confrades com direito a voz e voto. Esse encontro será realizado em conclave (a portas fechadas) e o novo texto deverá ser aprovado dois terços dos seus membros. Assim que o consenso for firmado, em seguida será realizada a eleição do Arquiduque, nos mesmos moldes do Estatuto. Após os brindes de praxe, escorrerá por baixo da porta do conclave um líquido incolor e com cheiro de paladar de cana, anunciando a escolha do novo Arquiduque.

De acordo com o atual Estatuto da Confraria do Alto Beco do Fuxico o cargo de Arquiduque tem como atribuições precípuas de Autoridade Moderadora, cujo voto é decisivo para desempatar as decisões colegiadas; guardião da Constituição da Instituição e dirimir possíveis dúvidas a respeitos dos mais diversos assuntos relativos aos Estatutos e confrades. Ainda como Autoridade Moderadora, tem o poder de conceder o perdão às sentenças sofridas pelos confrades, na forma da lei.

Uma das soluções que está sendo buscada em consenso, já que os cargos são vitalícios e o atual Arquiduque não possui as condições adequadas para exercer as incumbências inerentes à função será a de criar o título honorífico de Arquiduque Emérito. Com a instituição dessa nova figura jurídica, será restabelecida a composição da Confraria, sem a perda de qualquer dos seus membros que gozam da prerrogativa da imortalidade.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation