CONFLITO É “EMPURRADO COM A BARRIGA” PELO GOVERNO

Invasões de fazendas fomentam protestos

Pelo andar da carruagem, o processo sobre o conflito entre pseudos índios e produtores rurais de Buerarema, Una e Ilhéus está fadado a dormir nas gavetas do Governo Federal por um bom tempo. Enquanto isso, novas propriedades deverão ser invadidas com a complacência dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, criando novos órfãos e desempregados.

Essa, pela menos, é a tática utilizada pelos sucessivos governos quando não pretendem solucionar os problemas. Daí, criam comissões de estudo, propõem novos relatórios, todos sem qualquer conclusão, o que não deve se aplicar a caso em questão, haja vista o enorme prestígio que os pseudos índios dispõem junto às autoridades.

A título de lembrança, mesmo com o grande número de sentenças proferidas pelo judiciário, os cacauicultores sofrem com atitude idêntica, e, constantemente, são surpreendidos com ações judiciais, apesar da suspensão dos prazos pelo governo. E com a adoção dessa prática, o Brasil vai se tornando o campeão dos conflitos agrários, na maioria provocado pelos braços armados do PT e PCdoB – movimento dos sem-terra e pseudos índios.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation