Comam debate saneamento em Itabuna

Assuntos inquietantes, como o destino do lixo e dos esgotos domésticos e industriais, darão o tom das discussões no Seminário “Em Debate, o Saneamento Básico”, programado para esta terça-feira (6), a partir das 19 horas, no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) de Itabuna. O evento é uma iniciativa do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam), que pretende abordar a questão do saneamento básico à luz da lei federal 11.445/07, na qual estão estabelecidas as diretrizes nacionais para o saneamento básico.

A programação do seminário inclui palestras da engenheira sanitarista ambiental Aline Matulja, que abordará o tema “Saneamento e Saúde”; do economista, professor da FTC e doutorando em Meio Ambiente pela Uesc, Anderson Alves Santos, que falará sobre a Lei 11.445; e do promotor público Yuri Melo, acerca dos “Planos do Ministério Público da Bahia para Saneamento Básico”.

A preocupação maior com a questão do lançamento de dejetos nos mananciais terá destaque no seminário, que deverá fazer uma crítica à falta de investimentos do poder público para ampliar a coleta e o tratamento dos esgotos. Em Itabuna, as estações de tratamento há muito tempo chegaram à saturação e a maior parte dos esgotos é despejada “in natura” no Rio Cachoeira.

“É preciso enfrentar a questão e esse é o objetivo deste seminário, que pretende envolver toda a sociedade no debate, não apenas em torno do abastecimento público de água, mas do problema ambiental causado pelos esgotos”, afirma o professor Antônio Fontes, presidente do Conam.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation