CANAVIEIRAS EM CHAMAS

Desde a noite de sábado (9) que uma grande área de pastagens e alguns pedaços de mata e vegetação nativa está pegando fogo, com riscos para as áreas de lavouras, inclusive cacau, e pecuária. A área que está incendiada fica em frente a Marway Fazenda de Camarões, na BA-001, e ao lado do ramal da Fabiana, próxima ao trevo BA-270, que liga Canavieiras a Santa Luzia, conforme vídeos publicados nas redes sociais.

De sábado até o domingo à tarde, quando a reportagem do CIA DA NOTÍCIA esteve no local, não havia aparecido nenhum representante dos órgãos competentes no município, a exemplo da Assessoria Especial do Meio Ambiente, Secretaria municipal da Agricultura, Ibama ou ICMBio, para tomar providências e apagar o fogo. O incêndio tomou grandes proporções e ameça toda a vegetação.

Assim que chega o verão, o número de incêndios em Canavieiras é muito grande e nem a prefeitura ou os órgãos estaduais e federais tomam qualquer tipo de providência. Os incêndios são verificados diariamente na zona urbana e rural, sem que as pessoas que cometem esses crimes contra o meio ambiente sofram, ao menos, qualquer tipo de multa ou uma simples notificação.

As queimadas são feita em Canavieiras sem qualquer tipo de solicitação, como preceitua a legislação e, como nunca foram importunados, os proprietários de imóveis rurais, sítios e chácaras, mesmo no perímetro urbano, agem por conta própria e sem qualquer tipo de controle. Recentemente, a prefeitura chegou a publicar um comunicado mostrando a ilegalidade das queimadas, ato que não produziu nenhum efeito intimidativo.

As queimadas são feitas às claras, com os infratores agindo impunemente, provocando enormes prejuízos para o meio ambiente, sem que sofram qualquer tipo de fiscalização por parte dos órgãos governamentais. Em anos anteriores alguns fazendeiros foram prejudicados com o fogo, que queimou roças de cacau e até matou algumas cabeças de gado.

Na região do Estreito, há cerca de uma semana (antes do Carnaval), o filho de um fazendeiro chegou a ligar para o Ibama reclamando das constantes queimadas e ouviu como resposta que somente poderia se deslocar para a região após o dia 8 de março. Mesmo assim não apareceram e a situação vem se agravando, provocando, ainda, problemas de saúde em pessoas que sofrem com doenças respiratórias.

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation