CAI NÚMERO DE ATAQUES NO CEARÁ

Tropas federais mandadas ao Ceará

O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou que caiu o número de ataques, em Fortaleza e região metropolitana, nas primeiras 24 horas de atuação da Força Nacional de Segurança Pública em apoio às forças policiais locais. As tropas começaram a atuar na capital do Ceará no sábado (5).

Houve 45 ataques na quinta-feira (3) e 38 no sábado (5). Segundo o ministério, domingo (6) foram registrados 23.

O planejamento das operações é feito pela Polícia Militar do Estado do Ceará. A Força Nacional permanecerá no estado por até 30 dias, prazo que poderá ser prorrogado.

São 330 homens e 20 viaturas que atuam no patrulhamento ostensivo, preventivo e repressivo em pontos importantes como terminais rodoviários e vias de grande circulação.

A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal intensificaram suas atividades no estado e o departamento Penitenciário Nacional (Depen) auxilia na identificação de infrações nas prisões.

Cobertor curto

A pedido do governador do Ceará, Camilo Santana, o chefe do executivo estadual da Bahia, Rui Costa, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT), enviou sexta-feira (4), 100 policiais militares de batalhões especializados para apoiar as polícias cearenses.

A medida está sendo vista como uma ação para tentar ocultar a atuação do Governo Federal, melhor dizendo, do presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro, pois a Bahia não consegue dar conta da sua segurança. É a tal do cobertor curto: se puxa pra cabeça, descobre os pés e vice-versa.

Os profissionais de segurança foram ao Ceará, por via terrestre, em dois ônibus e seis viaturas. Durante a manhã desta sexta, parte do trabalho realizado pelas forças de segurança do Estado foi comentada pelo secretário da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, em coletiva de imprensa.

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation