Bamin apoia revitalização do Quarteirão Jorge Amado

Centro histórico de Ilhéus (quarteirão Jorge Amado) será transformado em shopping a céu aberto

O presidente da Bahia Mineração, José Francisco Viveiros, assina nesta quinta-feira (15), às 15h30min, no Salão Nobre do Palácio Paranaguá, sede da Prefeitura de Ilhéus, o convênio para a revitalização da área da cidade conhecida como Quarteirão Jorge Amado. A região, uma das mais procuradas pelos turistas que visitam Ilhéus, ganhará o conceito de shopping a céu aberto, em um projeto que valoriza os aspectos histórico e cultural de um cenário que inspirou um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos.

Segundo Viveiros, o apoio materializou-se com o custeio do projeto executivo da intervenção, que terá reflexos positivos para o turismo e o incremento do comércio em Ilhéus. “A Prefeitura nos solicitou a parceria e nós decidimos fazer parte desse grande projeto, que vem potencializar o valor cultural e histórico da cidade”, destaca o presidente da Bamin.

A revitalização ocorrerá em 2012, ano do centenário de Jorge Amado, que era filho da região do cacau e a utilizou como tema de muitas de suas histórias. Algumas delas ainda estão presentes em cenários como o bar Vesúvio, o restaurante Bataclan e a casa onde Jorge passou a infância, hoje local de visitação de fãs do autor provenientes de diversos países.

Entre os objetivos do projeto, estão os de melhorar a percepção do patrimônio histórico e colaborar com o desenvolvimento do comércio varejista. De acordo com a Prefeitura, a requalificação prevê a implantação de um espaço comercial multifuncional e diferenciado, associado a aspectos culturais da região. Por essa peculiaridade, o Executivo enviará à Câmara de Vereadores um projeto de lei destinado a regular questões como o padrão das fachadas e a propaganda no Quarteirão Jorge Amado.

PROJETO DE ENGENHARIA

A proposta já dispunha de recursos captados junto ao Ministério do Turismo e, para ser executada, precisava do projeto de engenharia, que foi custeado pela Bamin, em um investimento de R$ 360 mil. “Esse projeto era básico para liberar os recursos junto ao Ministério e parceiros da iniciativa privada”, explica o secretário de Desenvolvimento Urbano de Ilhéus, Gerson Marques. O custo total da revitalização será de R$ 7,8 milhões.

Segundo Marques, a previsão é iniciar os trabalhos em março do ano que vem, quando se encerra a alta temporada do turismo. “Adotaremos uma logística destinada a não atrapalhar o comércio, priorizando serviços à noite e nos finais de semana”, adianta o secretário. Ele observa ainda que, além da parte estética, com mudança do piso, novo sistema de iluminação e fiação embutida, a obra também incluirá intervenção na rede de drenagem de águas pluviais, para evitar alagamentos ainda comuns no centro de Ilhéus.

Author Description

Walmir Rosario

No comments yet.

Join the Conversation