ADVENTISTAS PROMOVEM O “QUEBRANDO O SILÊNCIO”

Desde 2002 a Igreja Adventista do Sétimo Dia realiza o projeto Quebrando o Silêncio, que este ano tem como tema o abuso sexual infantil

Fotos – Charles Kitan

A Igreja Adventista do Sétimo Dia promoveu sábado (24), em Canavieiras, o projeto Quebrando o Silêncio, com um desfile pelas principais ruas da cidade, alertando para os riscos da pedofilia e o abuso sexual. Esse projeto é desenvolvido pelos adventistas em oito países da América do Sul – Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

No desfile realizado em Canavieiras, os adventistas conclamaram a população a combater esse tipo de crime, cujos índices são ampliados a cada dia em todo o Brasil, principalmente nas regiões mais carentes. Com faixas e cartazes, os participantes da caminhada alertavam que qualquer pessoa pode ser um abusador de crianças, um dos crimes mais aterrorizadores cometidos atualmente.

Segundo o pastor Weslei Fernandes, o projeto está sendo desenvolvido, simultaneamente, em Una e Canavieiras. “Nosso trabalho consiste em mobilizar nossa rede de igrejas, escolas e voluntários para ajudar a conscientizar pessoas sobre os riscos enormes que o estupro provoca na vida das pessoas. Sem falar que, evidentemente, trata-se de crime e precisa ser denunciado como tal. Nossa campanha é um permanente alerta para que as pessoas não sufoquem o grito de dor que sentem por conta de algum tipo de abuso sexual.

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 70% das vítimas de crime sexual são crianças e adolescentes. Dos agressores, 24% são pais ou padrastos e 32% são amigos ou conhecidos das vítimas. Quando se trata de vítimas adultas, em 60,5% dos casos, as agressões são praticadas por desconhecidos.

QUEBRANDO O SILÊNCIO

A campanha se desenvolve durante todo o ano, mas uma das suas principais ações ocorre sempre no quarto sábado do mês de agosto. Este é o “Dia de ênfase contra o abuso e a violência”, quando ocorrem passeatas, fóruns, escola de pais, eventos de educação contra a violência e manifestações na América do Sul.

A cada ano um tema é escolhido para ser discutido e abordado com propósito de conscientizar a comunidade, denunciar abusadores e ajudar as vítimas. O tema de 2019 é abuso sexual infantil.

Author Description

Walmir Rosário

No comments yet.

Join the Conversation