A TENDÊNCIA MUNDIAL É O ASSOCIATIVISMO

Walmir Rosário*

O momento em que vivemos se apresenta bastante conturbado e exige cautela no trato dos negócios. A inadimplência tem assustado muito. O aumento dos juros tem provocado dificuldades financeiras e comprometido vários empreendimentos. Porém, para esse delicado momento que estamos vivendo, as soluções têm que se buscadas em conjunto.

Temas como o banco de dados nacional único, cooperativismo na área de compras, de credito e nas mais diversas áreas, darem-se as mãos para uma solução em conjunto são fórmulas que outros segmentos já demonstraram que são métodos de sucesso. Os próprios países buscam soluções em conjunto. Basta observar os grandes blocos estão surgindo em todos os continentes.

O lojista que pensar individualmente para sobreviver, com certeza enfrentará mais dificuldade do que aqueles que buscam soluções em conjunto. Daí a importância dessas discussões durante as convenções. Elas são salutares e quem sabe acendem algumas luzes que vão fazer com que muitos possam sobreviver.

Este é o cenário das tendências, que preveem a aglutinação de grandes marcas em grandes redes. Mas no varejo brasileiro o cenário ainda não é esse. Hoje a grande maioria é de pequenos empresários, mas que também está à porta da concentração. Isso já aconteceu em vários países como os Estados Unidos e diversos outros da Europa, e sabedores dessa tendência internacional, temos que preparar o nosso pequeno empresário do varejo para enfrentar essa nova realidade. Individualmente ele não vai conseguir sobreviver.

É a partir dessa constatação que ele (o pequeno empresário) passa a contar com entidades como as CDLs, associações comerciais, Sebrae, cooperativas, enfim, instrumentos importantes na busca de soluções para os problemas que estamos vivendo. Mas nunca esquecer que em primeiro lugar está o lojista. É ele quem mantém essas entidades que estão aí para oferecer subsídios capazes de auxiliá-lo na tomada de decisões.

Ao lado da tomada de ações associativistas e corporativistas, o lojista deve buscar incessantemente a profissionalização de sua atividade. Estudos nos mostram que a cada dia novos obstáculos surgem em função da economia globalizada e que devem ser superados. Sozinhos não conseguiremos atender as nossas dificuldades, mas juntos teremos a experiência e a capacidade necessária para resolver nossos problemas mais prementes.

*Radialista, jornalista e advogado

Publicado no caderno Momento Empresarial do Jornal Agora em 25-10-1998

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation