A ORDEM É FICAR EM CASA PARA EVITAR O CORONAVÍRUS

Os governos federal, estaduais e municipais editaram diversos decretos regulamentando a vida dos seus cidadãos durante os próximos dias, no sentido de diminuir o fluxo de pessoas em circulação em locais públicos. Para que isso aconteça, foi determinado o fechamento de estabelecimentos comerciais, de serviços e industriais dos mais variados ramos. A ordem é fiquem em casa.

De início, as medidas restritivas foram tomadas em relação aos serviços de transportes rodoviários e aquáticos nas linhas municipais, intermunicipais e interestaduais e, em algumas cidades onde existem infecção, até mesmo de veículos particulares, vans e táxis. Já em relação ao transporte aéreo, os passageiros estão sendo monitorados.

O rigor das medidas depende da determinação dos gestores e do grau de contaminação de pessoas nas cidades. Na Bahia, as primeiras cidades a serem interditadas foram Feira de Santana, Prado, Porto Seguro, Itacaré, Itabuna e Camaçari. A partir de 0 hora desta sexta-feira (20), as determinações se tornaram mais rigorosas em todo o estado da Bahia, que em algumas cidades nem mesmo as feiras livres estão funcionando.

Em Itacaré, o prefeito Antônio de Anízio, publicou nesta sexta-feira (20) decretos suspendendo o funcionamento das feiras livres da sede e dos distritos, bem como dos bares, restaurantes, quiosques, lanchonetes, food trucks, casas de shows e eventos e outros estabelecimentos assemelhados. As medidas têm como objetivo de prevenir, combater a proliferação do coronavírus no município e evitar o contágio da doença, garantindo a saúde e o bem-estar da população.

Também foi publicado o decreto suspendendo, pelo prazo de 15 dias, a contar da 0 hora de 20 de março, a entrada de ônibus de transporte intermunicipal e interestadual no município, bem como a entrada de veículos de transporte individual de passageiro, tipo taxi e mototáxi, transportando turistas de outros países, regiões e localidades para Itacaré.

Ainda visando resguardar a saúde pública, foi publicado o decreto que proíbe que os estabelecimentos de hospedagens, hotéis, casas de veraneio, pousadas, resorts e assemelhados, recebam novos turistas pelo prazo de 30 dias, a contar das 17 horas de 20 de março de 2020. Fica também, de forma excepcional, proibido o acesso às praias de Itacaré pelo prazo de 30 dias.

Outra medida importante para evitar o contágio e a proliferação do coronavírus é a que reduz o horário de atendimento nas agências bancárias de Itacaré para das 10 às 13 horas, em dias uteis, pelo prazo de 30 dias, a contar de 23 de março, podendo ser prorrogado por maior período, caso haja mudança do cenário epidemiológico. Em Itabuna as agências bancárias estão proibidas de funcionar com atendimento público por 15 dias.

 

Author Description

Walmir Rosário

No comments yet.

Join the Conversation